O que podemos utilizar além dos temperamentos?

O estudo dos temperamentos é muito anterior ao visagismo.

Foi na Grécia antiga que Hipócrates categorizou os quatro temperamentos estudados por muitas áreas, além do visagismo: coléricos, sanguíneos, melancólicos e fleumáticos.

Outros estudiosos, médicos e pensadores da antiguidade também fizeram estudos similares, sempre dividindo em quatro categorias.

Os nomes variavam, mas o contexto era sempre o mesmo.


O artista plástico Philip Hallawell, no inicio dos anos 2000 foi quem primeiro associou o visagismo aos quatro temperamentos de Hipócrates. Desde então, este se tornou um dos principais parâmetros utilizados pelos profissionais visagistas para identificar características de seus clientes.


O que pretendemos neste post, é chamar a atenção para este ponto, uma vez que a categorização por temperamentos não é a única que pode ser utilizada pelos visagista. Devido ao trabalho desenvolvido por Hallawell, a análise dos temperamentos ganhou grande espaço, mas outras abordagens podem ser feitas quando se analisa as características comportamentais dos clientes.


Não pretendemos aqui desvalorizar o trabalho e a contribuição dos estudos conduzidos por Hallawell no início dos anos 2000, mas pretendemos sim chamar a atenção dos profissionais e acadêmicos para que o tema seja mantido em constante evolução, e seja possível adotar novas abordagens para a análise dos clientes.


O Brasil é sem dúvidas o país que está mais avançado nos estudos acadêmicos de visagismo, por isso é extremamente importante que este movimento continue.


Por isso fica aqui o convite a quem se sentir estimulado com este post, para avançar com suas pesquisas e estudos sobre o tema.

Quem tiver interesse, pedimos que mantenha contato com o grupo da Academia de Visagismo, para que possamos contribuir com o que for necessário para levar o estudo adiante.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

©2020 por Academia de Visagismo. Orgulhosamente criado com Wix.com